Lua Jã - Tincho Acosta na Lua Cheia



Segunda, 05/01/2015, 20h30, Tincho Acosta na Lua Cheia



Tincho Acosta compõe e canta canções com seu violão de 7 cordas, em um trânsito equilibrado entre a busca instrumental e uma voz que é nova, em seu dizer e no que narra. Seu projeto solo reflete sua jornada sem dever nada a ninguém, até porque a música de Tincho Acosta tem ares que não podem ser nomeados, pelo bem de quem o escuta. O músico está lançando seu primeiro disco solo que conta com um repertório de músicas originais contém milongón, algumas valsas, candombe e canções que não se encaixam, felizmente, em nenhum gênero. Ao que parece, algum rio rega o que o cantor escreve.



Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena




Lua Nova dia 21/12, às 23:36, horário de verão, em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva



Solstício de Verão no Hemisfério Sul
Sol, Lua, Vênus, Mercúrio e Plutão em Capricórnio.

Ação
Boa vontade
Estirpe
Linhagem

Escolta
Desígnio
Desenho
Divino

Viajar
Com o Tempo
Com Ele, com Ela
Perpetuar

Fazer-se
Pai
Para amar
O Filho

Tornar-se
Filho
Ser
Amor

Sem causa
Potência
Sem efeito
Arbítrio

Livre

Lua Cheia dia 06/12 às 10:26, horário de verão, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva


Sol, Mercúrio e Vênus em Sagitário, Lua em Gêmeos.

Um dado
Para o jogador
É cada face

Um dado
Para a estatística
É possibilidade

Um dado
Para a criança
É brinquedo

Um dado
Para a geometria
É cubo

A luz da Verdade
Prismada em carne
Vira opinião

A Unidade
Captada por nós
Vira sim ou não

Lua Jã - Cinema na Lua Cheia




Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena



Lua Nova dia 22/11 às 10:32, horário de verão, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva

Sol e Lua entram juntos em Sagitário

Cavalo
Animal
Dizem
Irracional

Toda cultura
Diz-se
Superior ao
Animal

Lei, toga
Visão e previsão
Dita-nos
O animal

Homem sem limite
Entre o Bem e o Mal
Diz-se
Racional

Lua Cheia dia 06/11 às 20:23, horário de verão, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva

Sol em Escorpião, Lua em Touro


luz na terra
pó vira vida vira pó
cobra come o rabo
sem se dar nó

luz na água
arco iris
voa no céu
sem vaidade

chuva fina
em terra seca
molha
a verdade

alquímica
beleza
dá certeza
da natureza de deus

grande
mistério
transpassar-se
de amor

Chuva Seca na Lua Cheia






Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena



Lua Nova dia 23/10 às 18:56, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva


Vênus, Sol e Lua conjuntos em Escorpião.

A Vida
Amoral
Atrevida

Mineral
Vegetal
Animal

Tudo é Vida
Desde a Sopa
Primordial

Morte é Vida
Desprovida
De Tempo Espaço

Ser Lago
Refletir o Céu
Tirar o Véu

Fruir
Do Fluxo
Da Vida

Lua cheia, dia 08/10 às 7:51 em Sampa.




por Patrícia Mattar Oliva

Lua cheia conjunta a Urano em Áries

liberdade se sonha

paixão
explicação
aprisiona

querência
de ser estar
bem estar

de par em par
sondar-se
no tempo

sonhar
bem estar
geral

sonho é livre

Lua Jã! Conversas, encontros e vídeos sobre uma trip bizarra







Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena



Lua Nova dia 24/09 às 3:14 em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva


tudo solto
esparramado
falta lei
pro acostumado

tudo ligado
dentro fora
noite dia
sol umbigo

universo divertido

parceria
com amigo
qual seria
o inimigo

Lua Cheia dia 08/09 às 22:37, em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva


tremenda onda do mar
nem se interessa
se irá virar
espuma

pequenas bolhinhas na areia
nem se interessam
por quando
eram uma

onda tremenda
sonho tremendo
se alimenta
do fato que gera

fato alimenta
sonho alimenta
é uma questão
de escolha

5 elementos na lua cheia






Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena



Lua Nova dia 25/08 às 11:13 em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva

 

sol e lua conjuntos em virgem
marte e saturno conjuntos em escorpião


o grande mistério
se faz presente
em cada detalhe
diferente

paixão e tempo
forjam o desejo
veneno ou alimento
potentes

o grande infinito
se faz no pequeno
dedicação e esmero
constantes

o grande mistério
se faz presente
a cada momento
um presente

Lua Cheia dia 10/08 às 15:09, em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva


Sol, Júpiter e Mercúrio em Leão, Lua em Aquário.

Porque o mundo, ele é assim, ele é nossa conquista
(Graffite – Caetano Veloso)

o que quer
que se queira
é saber
a maneira
de querer
certeira

saber
o que se quer
é poder
querer
criar
saber

à maneira
da vida
saber
amar
poder
criar

teatro no encontro na lua cheia





Domingo, 18h


Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena


Lua Nova dia 26/07 às 19:41, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva


Júpiter, Sol e Lua em Leão.

“hoje eu arrasei/na casa de espelhos/espalho meus rostos/e finjo que finjo/que finjo/que não sei” – a mais bonita, chico buarque

Indivíduo animado

Sujeito a raio e trovoada
Cai em tentação
De aumentar a expressão
De seu talento exacerbado

Criação

De nova lei
De nova era
Novo alento
Novo tudo

Coração

Ouça bem seu conselheiro
O talento verdadeiro
Ou será frustração
Para tanta animação

Consciência

Antes de sair mandando
É melhor saber o que
Vai trazer felicidade
Para o outro e para você

Lua cheia dia 12/07 às 8:25 em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva


Sol em Câncer, Lua em Capricórnio

  
caverna
materna
eterno útero
úbere

repetir
hábito
honrar família
tradição

por que
então
essa rebelde
descomunhão

casa
extravasa
permanente
transformação

para frente
enfrente
o que vem
viver

"que venga el toro!"

desenhada e chorinho na lua cheia



sábado, dia 12, às 14hs.



desenhada e chorinho na lua cheia.
choro e desenho juntos.

é o que se pode fazer
para chamar a alegria!

esperamos você!

traga material de desenho, comidas e bebidas 
para, depois de tudo, assistir ao jogo de futebol 
que ninguém quer ver! 

e a gente se diverte
na adversidade.



Contribuição: Comes e Bebes
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena



Lua Nova dia 27/06 às 5:09, em Sampa






Por Patrícia Mattar Oliva


Lua, Sol e Júpiter em Câncer.

Amor de mãe
Amor em casa
Amor ao chão
Raiz

Vou sentindo

Saio na rua
Gringolândia
Amor ao próprio
País

Vou ouvindo

Lotei de sentir
Tanto tanto
Que transbordo
Pranto

Sonho lindo

Quem vai flanar
O desaforo
Fora da lei
Fora do fórum

Fifa vai indo

Nem sei quanto
Quando quarto
Berço terço
Rosário

Sem sentido

Lua cheia dia 13/06 às 1h11, em Sampa.





Por Patrícia Mattar Oliva



Sol em Gêmeos, Lua em Sagitário.


Circuito impresso
Oxidado.
Faísca corre,
Monitor desligado.

Falta visão...

O técnico passa
Borracha
Nos pentes
De informação.

Fica tudo consertado...

Quem dera um técnico
Para apagar desvios
De conduta, de condução,
De pessoas, de instituição.

Quem dera borracha para ilusão...

Tornar-se eterno
Por um instante.
Criar união,
Em campo ir adiante.

Dá-lhe Seleção!

lua cheia na sexta feira treze!



Sexta-Feira, 13/06, 20h30

Contribuição: Comes e Bebes Juninos
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena


Lua nova dia 28/05 às 15h40, em Sampa



Por Patrícia Mattar Oliva



Lua, Sol e Mercúrio em Gêmeos.

Oriente Ocidente
Não ou sim
São ou demente
Bom ou ruim

Sistema binário
Periquito ou canário
Sentido contrário
Horário ou anti-horário

Composição mental
Para descrever
A Verdade Universal
Atemporal

Mistério
Unidade
Fonte de Vida
Em diversidade

Fala sério!

Huni Kuin na lua cheia




Quarta-feira, 12/05/14, 20h30, Huni Kuin na lua cheia
Cantos e Contações de Histórias


Contribuição: Comes e Bebes para a Celebração Final
Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena


Lua Cheia dia 14/05 às 16h15 em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva


Vida
Matéria
Desejo
Mistério

Quanta insistência!
A Eternidade
Se manifesta
Em Impermanência.

Da inconstância,
a Disciplina
É Providência
Divina.

Lua Nova em Touro, dia 29/04 às 3:14 em Sampa





Por Patrícia Mattar Oliva


Cultivar belezas


Cuidar
Desejar
Boa fortuna
Saber usar

Pipa de planetas
Em signos de ação
Agir
Agitação

Sonhar belezas
Transmutar
Certezas
Compreensão

Poder amar

Lua Cheia terça, dia 15/04





Por Patrícia Mattar Oliva


Colocações de Lua Cheia


Vênus e Netuno em Peixes,
Sol, Mercúrio e Urano em Áries,
Lua e Marte em Libra.
Júpiter e Plutão em oposição
Saturno boia solto.

Aos pares
As asas
Os sapatos
As orelhas

Qual mobilidade
Com você se assemelha?

Mobilidade da matéria
da alma, da ideia?

Qual delas não tem matéria?
Qual delas não tem alma?
Qual delas não tem ideia?

Aos pares
Os sapatos
As asas
O caminhar.

E eu?
E eu sozinho?
Que falta eu me faço!.

Aos amigos da Lua Cheia.





O equinócio de outono marcou o início de um novo ano astrológico. E, como sempre, nesse ano faremos encontros nas Luas Cheias.

Porém, o encontro será diferente: não teremos as conversas astrológicas.

Na próxima terça feira, dia 15/04, teremos a primeira Lua Cheia e o primeiro encontro nesse novo formato. Dessa vez, exibiremos três filmes curta metragem.

Vamos preparar uma surpresa para você, a cada Lua Cheia!

Há sete anos oferecemos um jantar no encontro da lua, com muito amor e alegria. Nesse ano pediremos para que os participantes ofereçam os comes e bebes para a celebração final. Assim, você pode mostrar seus talentos culinários para a Tribo de Jã!

Então, prepare um prato que só você sabe fazer e reserve a data:

Terça feira, dia 15/04 às 20:30, na Jã:

Cinema na Lua Cheia

Um Cão Andaluz (Un Chien Andalou) – Buñuel
Uma Viagem à Lua (Une Voyage dans la Lune)– Méliès
A Lua (La Luna) – F. Casarose/Pixar.


Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena

Lua Nova em Áries dia 30/03




Por Patrícia Mattar Oliva


Indagações de Lua Nova


O que te faz perder a cabeça
Virar criança e rir à beça?

O que te dá alegria na vida,
Bálsamo para ferida?

Há quanto tempo você fica na mesma
Se arrasta pelo mundo feito uma lesma?

O que te inflama? 
O que te clama?
Onde a chama?

Lua Cheia dia 16/03 às 14h08, em Sampa




Por Patrícia Mattar Oliva

“ainda temos muita guerra mas todo mundo quer paz, dizem...
quem me dera não sentir mais medo
quem me dera não me preocupar” – Quem me dera - Arnaldo Antunes.

Mergulhar a consciência no inconsciente é jogar um barco no mar para pescar sonhos. Ter consciência do sonho é o primeiro passo para realizá-lo ou dele desistir definitivamente.

O sonho humano tradicional de ser mais que os outros, de defesa de território, de acumular cada vez mais coisas, de vida eterna em carne e osso, de segurança para mim e para os meus, de domínio e abuso, empurra a civilização para a desmoralização de valores intangíveis. A Ética está esquecida pela cultura contemporânea.

Empatia, que gera solidariedade, transformou-se em instrumento de manipulação de opiniões, com propósitos obscuros, mas indiscutivelmente tangíveis: dinheiro e poder.

E a Lua nos pergunta: como encontrar o Universo sem aprimorar o próprio ser? 

desenho coletivo na lua cheia



domingo,16/03, às 18h30

a proposta do ano astrológico é percorrer o zodíaco através de jogos e brincadeiras relacionadas a cada signo. 
nesse encontro, o sol em peixes nos remete ao que nutre a alma: sonhos, motivações, arte, síntese atemporal, a integração com a unidade. a mágica. 

a lua em virgem aponta para o que nutre o corpo: nutrientes e venenos em cada alimento, detalhes que diferenciam a matéria, pesquisa, utilidade de instrumentos e tecnologias, o serviço que oferecemos à manutenção da forma, academias, química, a descrição da unidade. a prática. 


importante a pontualidade.



contribuição: cerveja em lata 

Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena

Lua Nova dia 01/03 às 4h59 em Sampa



Por Patrícia Mattar Oliva


Sol e Lua em Peixes, trígono com Júpiter em Câncer.

“Carnaval, desengano
Deixei a dor em casa me esperando
E brinquei e gritei e fui vestido de rei
Quarta feira sempre desce o pano” – Sonho de um carnaval, Chico Buarque.

A ampliação da consciência individual empurra o olhar para o inconsciente, o mar, o indistinto, lá onde as formas perdem seus limites. 

Nosso olhar, condicionado pela busca científica, tenta descrever o indescritível através da análise lógica, do encadeamento no tempo. Assim, perdemos a Eternidade. 

Valorizar apenas o que é consciente e desprezar a fé no Grande Mistério, a busca de integração com o Universo, engessa a civilização como a casca da cigarra. 

Daí, a necessidade de cantar, cantar, até quebrar a casca. Através da Arte, os novos fundamentos são fincados na consciência humana. 

O desafio é contemplar a totalidade em si mesmo. A chave: definir, do ponto de vista da Eternidade, o que é mais ilusório: o sonho ou a realidade concreta?

Lua Cheia dia 14/02 às 21h53, horário de verão, em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva


“existe um povo que a bandeira empresta 
P’ra cobrir tanta infâmia e cobardia!
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria...
...
mas é infâmia demais! ... da etérea plaga
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo
Andrada! arranca esse pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta dos teus mares!”

 Navio Negreiro, Castro Alves. 


A usurpação é constante nas civilizações, em todas as instâncias: do pessoal às relações exteriores, do pequeno ao grande, passando pelo médio. Principalmente pelo médio. Medo. O poder sobe à cabeça, atiça a vaidade, a mente inventa argumentos, atordoa e desnuda a sombra do poderoso. Medo.

Revoltas contra injustiças acontecem, são marcos de mudança, prenúncios da queda de impérios. Estamos vendo revoltas nas ruas: sem cultura, sem cabeça, sem ideologia, apenas revolta. Sinal dos tempos... 

Enquanto privilégios pessoais forem colocados acima do bem comum, viveremos o mesmo roteiro que nos trouxe até aqui, só mudam os nomes e a forma como a usurpação acontece. 

E a Lua nos pergunta: quem será o herói da nova ordem? ou: qual o talento necessário à experiência ética no anonimato da multidão?

Lua Jã - Jogral na Lua Cheia



sexta feira, dia 14/02, às 20h30.
a proposta do ano astrológico é percorrer o zodíaco através de jogos e brincadeiras relacionadas a cada signo. 
nesse encontro, o sol em aquário nos remete à solidariedade, ao amor incondicional, à ideologia que nos faz pertencer a um grupo, à vontade de reunir pessoas em torno de uma ideia, o indivíduo a serviço da coletividade. 
a lua em leão aponta para a consciência individual, para a força de vontade, para o talento de que nos diferencia, para a vontade de brilhar e ser reconhecido, para as conquistas e amores pessoais. 

importante a pontualidade.

contribuição: cerveja em lata 


Entrada pela Rua João Alberto Moreira, 50 (mapa)
próx. Metrô Vila Madalena


Lua Nova dia 30/01 às 19h38, horário de verão, em Sampa.




Por Patrícia Mattar Oliva, 

Lua, Sol e Mercúrio em Aquário; Júpiter oposto a Plutão conjunto a Vênus.


Nosso ser aspira por liberdade enquanto as tradições brigam com as mudanças dentro de nossas entranhas. Perversão se disfarça em amor, a hierarquia se confronta com a própria podridão.

Índices econômicos se sobrepõem à Política, Religião ou Justiça. A Aldeia Global está dominada por um pequeno número de poderosas multinacionais.

Podemos considerar a Aldeia Global como a macro-organização da Humanidade e os governos de cada país um departamento dessa instituição. 

Toda organização social existe para promover o bem estar da maioria de seus cidadãos, porém temos visto governantes interessados em assegurar o próprio bem estar, custe o que custar. 

O desafio é aventurar-se a amar. A chave: romper os próprios preconceitos, imaginar amor incondicional.

Lua Cheia dia 16/01 às 2h52, horário de verão, em Sampa



Por Patrícia Mattar Oliva

Ou faz-se a Ética, ou vamos morar em Marte, sem Ética.

Cada princípio precisa de meio e fim. Se permanecer, é Verdade. Os passos, o lugar, o tempo geram memórias. Aqui se planta, aqui se colhe, diz o dito popular. Qual a importância de seus atos para a Humanidade? E a auto importância? 

A Dama da Noite brilha no céu e exala na Terra. O limite externo atiça o interno e de dentro para fora também acontece. 

A espada clama por Justiça, o Tempo é Mistério. Novas dimensões do Tempo revelam faces nunca antes reveladas do Mistério. Conciliação, liame, conexão. 

A rede do Pensamento tem espírito libertário porém prende-se a Mitologias, exacerbações individuais, revolta coletiva... e nos penduramos na alça da Memória e do Poder instituído. 

E a Lua nos pergunta: de que você quer lembrar nos tempos futuros? ou: é possível viver novo princípio agora e ser fiel a outrora?